Pular para o conteúdo

Apagão das redes sociais: o que devemos aprender com isso?

O dia 04 de outubro de 2021 ficou conhecido como o dia do apagão das redes sociais. Apesar de já ter acontecido outras vezes, nunca antes, as três plataformas do grupo Facebook ficaram mais de cinco horas fora do ar. Facebook, Instagram e WhatsApp não funcionarão por boa parte do dia. E nos fez perceber a grande dependência e o poder das redes sociais em nossas vidas, nossa comunicação e sobretudo em nosso trabalho.

Se antes ter essas três redes sociais sem funcionar não representavam nada para o mercado, hoje, significa empresas perdendo alto valor de faturamento por minuto e, ainda, não poder ter meios de se comunicar com o seu cliente. Com a pandemia e inserção em massa das empresas no ambiente digital. E, para além disso, esse momento de apagão do digital foi fundamental para aprendermos sobre diversas questões sobre os meios de comunicação que as empresas utilizam. E que fazem parte da nossa realidade atual e que, talvez, não tivemos nem tempo hábilde nos atentarmos.

É inegável o quanto todos nós somos dependentes da internet e dos meios de comunicação que surgiram com ela. Não só num contexto de vida pessoal, mas sobretudo da vida corporativa. Pois, o Instagram é a ferramenta que empresas vêm utilizando cada vez mais para se comunicar com os seus clientes, manter um relacionamento forte, criar uma base forte de clientes e atrair novos leads. E o WhatsApp, que vem se transformando a cada dia mais em um canal de atendimento e de vendas entre empresas e clientes, se mostrando uma ferramenta mais rápida e mais confortável para os consumidores.

 

A importância das redes sociais e do ambiente digital

No entanto, apesar de saber que muitas empresas começaram só depois da pandemia a entrar no mundo digital, sabemos que estar só em algumas redes sociais não é o suficiente. Vivemos na era omnichannel, sua empresa não só precisa estar no digital, mas em todos os canais de comunicação que seus clientes estão.

Hoje, as grandes marcas têm consciência que se não ouvirem os seus clientes, os danos podem ser grandes. Ou mesmo, uma experiência ruim relatada nas redes sociais pode vir a ter repercussões catastróficas. Ao mesmo tempo que as redes sociais fazem suas vendas dispararem pelo grande alcance que tem, sem barreira geográfica. Em um mundo que, antes, só era possível chegar a tantas pessoas somente através de espaço publicitário na televisão, em que pouquíssimas empresas poderiam investir devido a alta verba demandada. Então, por mais que ainda tenhamos resquícios de como era o marketing tradicional, que ainda continua, e as vendas de antigamente, hoje, temos possibilidades que geram mais retorno por um custo menor.

E manter a mentalidade do passado faz com que empresas percam grandes oportunidades de crescer muito com poucos investimentos. E deixando de lado a possibilidade de ganhar força e crescer de forma rápida e consistente em um mercado cada vez mais crescente e que não terá como as empresas fugirem.

Logo, não adianta tentar ir na contramão de um mercado que aponta uma realidade, que a sua empresa ainda não vive por resistência, e de consumidores cada vez mais exigentes e atentos às novas marcas que surgem no meio digital.

É preciso ser omnichannel mesmo na era das redes sociais

Quem nunca ouviu algum profissional do marketing dizer a frase: “não se constrói casa em terreno alugado”? E não é à toa, sabemos que é um grande vício das empresas utilizarem poucos canais de comunicação para manter a relação com seus clientes. Um dos motivos que isso acontece com tanta frequência em algumas empresas é pela mentalidade que esses investimentos seriam mais um custo.

Mas, sabemos que é justamente esses investimentos, que ajudam a empresa escalar, crescer e vender cada vez mais. Esse pensamento é uma herança de uma época em que as empresas não precisavam construir relacionamentos sólidos com os seus clientes. Pois só as marcas falavam, os clientes não tinham como expor o que pensavam e muito menos poder fazer suas solicitações de uma forma que fosse tão ouvida como nas redes sociais.

Mas o mundo mudou e não basta sua empresa estar só no Instagram ou WhatsApp, mas ter outros canais de atendimento, redes sociais como Telegram, Twitter e Youtube. É imprescindível que qualquer empresa tenha o seu próprio site e um chat online como push para que os seus clientes e visitantes possam tirar suas dúvidas. Além do antigo email, por mais que alguns pensem que ele morreu, nessas horas de instabilidades das redes sociais, é um meio muito eficaz de comunicação

Apagão das redes sociais: o que podemos aprender com isso
Apagão das redes sociais: o que podemos aprender com isso

Ter um sistema de CRM integrado com as redes sociais

Toda empresa que possui uma base de clientes precisa ter um sistema de CRM com todas as informações e o histórico de compra do seu cliente. Será um sistema de CRM completo que permitirá a sua empresa se comunicar de forma rápida e fácil, caso as redes sociais fiquem fora do ar novamente.

Além de possibilitar a criação de uma jornada do consumidor automática, com fluxos de mensagem personalizadas para cada etapa do funil. Ainda colabora para que os profissionais de marketing saibam quais os gatilhos, interesses, dores e desejos usar na comunicação com cada cliente.

Ter um sistema de CRM ajuda não só no marketing, mas, também, nas vendas e setores como pesquisa e desenvolvimento. Sendo uma excelente fonte de dados para criação de estratégias importantes. Mas, no caso desse artigo, a estratégia mais importante é de colher pontos de contatos dos seus clientes, saber quais os canais de comunicação, eles preferem e como criar conteúdo interessantes e que agreguem valor aos consumidores. Seja nas redes sociais, email marketing ou site.

 

Ter vários canais de vendas

Muitas empresas pecam em um dos setores mais importantes do seu negócio: o de vendas! Ou investem só em prospecção ativa ou apenas em anúncios e/ou publicidade. No entanto, é muito importante que as empresas tenham a consciência que é preciso vender o tempo todo! Não somente fazendo ofertas, mas fazendo follow ups, trabalhando o nível de consciência do cliente e buscando cada vez mais aumentar as vendas.

Nestes casos, sabemos que, utilizar as redes sociais, landing pages com gateways de pagamentos nos ajudam muito a escalar a vendas de forma automática sem precisar de mão de obra. Possibilitando que seus colaboradores invistam em estratégias eficientes de comunicação e marketing para atrair cada vez mais clientes, com as melhores ações e de forma cada vez mais personalizada.

Empresas como a Chat2Desk, oferecem não só um sistema de CRM completo, como integração com as principais redes sociais, como: Telegram, WhatsApp, Instagram e Facebook. Além de oferecer um chatbot completo, inteligente, com várias possibilidades de menus de configuração para por em seu site. E ainda coloca todos esses canais de comunicação e redes sociais em dashboard integrado, com fácil visualização, para que os colaboradores não percam qualquer interação. Os chatbots funcionam em todas as integrações 24h por dia, 7 dia por semana, não permitindo que os seus clientes fiquem em lista de espera ou que não obtenham respostas das suas solicitações atendidas.

Apagão das redes sociais: o que devemos aprender com isso? 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *