Pular para o conteúdo

Instagram: como funcionam os algoritmos?

No início do mês, o Instagram liberou um artigo em seu blog oficial que explica bastante como funciona o algoritmo. Tirando muito das dúvidas de nós, seus usuários. Questões como: “Qual o critério que o Instagram utiliza para saber o que aparece para mim primeiro?”; “Por que alguns dos meus posts têm menos visualizações do que outras?”; e “Como o Instagram decide o que aparece no meu Explorar?” foram, finalmente, desvendadas por um pronunciamento oficial.

 

O que é “o algoritmo”?

Uma das principais dúvidas que queremos esclarecer é que não existe “o Algoritmo”. O Instagram não tem um algoritmo somente que coordena o que os usuários fazem e vêem no aplicativo. Na realidade, são vários algoritmos, classificadores e processos, cada um com sua própria finalidade. O Instagram deseja que você fique o máximo do seu tempo na plataforma e acredita que os algoritmos os ajudam a personalizar sua experiência, de uma forma que você veja apenas o que gosta na plataforma. Te levando a ficar cada vez mais tempo navegando nela.

No início, o Instagram era um aplicativo de fotos de acordo com a ordem cronológica. Porém, conforme os usuários começavam a seguir muitos outros, recebiam compartilhamentos e toda chuva de conteúdos que foi se tornando o Instagram conforme o tempo passava. Tornou-se impossível o usuário ver todas as postagens de quem ele segue, gostava e considerava importante.

Em 2016, os usuários não conseguiam ver 70% do conteúdo que eles consideravam bons e gostavam, incluindo as postagens dos seus contatos próximos. Para que esse problema fosse solucionado, o Instagram resolveu que os conteúdos fossem entregues com base no que os usuários mais gostam e mais consomem na rede.

 

Como o Instagram classifica o feed e os stories?

Cada aba do Instagram Feed, Explorar e Reels – tem um algoritmo responsável por sua distribuição e classificação de conteúdo. O usuário quer ver as postagens dos seus amigos mais próximos, seus stories e acompanhá-los. Mas querem, também, descobrir coisas novas no Explorar. Logo, foi necessário que o Instagram classificasse cada aba de forma diferente de acordo com a usabilidade de seus usuários e os seus interesses.

Com o decorrer desses anos, o Instagram passou a entender por meio de pesquisa que o Feed e os Stories são as ferramentas que seus usuários mais usam para ver o conteúdo dos seus amigos, familiares ou daqueles que eles mais gostam. Como em qualquer ferramenta que é classificada a usabilidade por um algoritmo, sua funcionalidade é feita por etapas.

O Instagram define um conjunto de interesses que classificam como os principais dos seus usuários. Com o feed e os stories, esse mecanismo é mais simples de entender: são as postagens recentes das pessoas que você segue e mais consome, alguns anúncios de acordo com os seus interesses, em menor quantidade.

Essa distribuição é feita de acordo com a seguinte avaliação: as informações do que foi postado e como os usuários reagiram a essas postagens e quais são as suas preferências. Nessa avaliação, tudo é incluído desde a hora da postagem, se você a faz via smartphone ou computador, com que frequência o usuário posta vídeos e como sua audiência reage a isso tudo. 

Com relação ao feed, por exemplo, as classificações principais são: o tempo que o usuário demanda em uma postagem, comentar, curtir, salvá-la e tocar na foto do perfil. Quanto maior a probabilidade de o usuário realizar uma ação em um tipo de postagem, mais chances ele tem de ver postagens parecidas

Como funciona os algoritmos do Instagram?
Como funciona os algoritmos do Instagram?

 

Como são feitas as classificações do Instagram?

Postagens

A popularidade de uma postagem é classificada de acordo com o quanto tem de informação sobre o conteúdo em si, quando foi postado, a duração de um vídeo e a localização,

 

Usuário

O instagram avalia o quanto aquele usuário que fez a postagem é relevante para a sua audiência e a quantidade de interações que esse usuário teve com essa audiência nas últimas semanas.

 

Atividades

Os interesses e quantas postagens o usuário deu like, quais postagens ele ficou mais tempo lendo, assim como, as stories que o usuário compartilhou e reagiu. Pois isso, dão os sinais ao Instagram de quais conteúdos o usuário tem maior interesse.

 

A partir dessas informações são feitas as principais classificações sobre as entregas de postagens que serão feitas para cada usuário. Avaliando as várias formas que o usuário pode interagir com uma postagem ou com postagens de vários nichos diferentes. Porém, sempre o Instagram muda a forma de classificar a usabilidade de seus usuários, conforme as suas pesquisas e os seus resultados.

 

O que o Instagram leva em consideração?

Existem alguns casos, que outras coisas são levadas em consideração. Por exemplo, quando o Instagram evita mostrar muitas postagens de uma mesma pessoa em um mesmo dia ou em horários próximos. Ou, também, no caso dos stories que foram compartilhados novamente no feed que, antes, o Instagram não levava tanto em consideração, pois queria que os usuários tivessem acesso mais aos originais. Porém, o Instagram viu que muitos usuários fazem isso, então, hoje, elas não são menos consideradas na classificação.

O Instagram quer que seus usuários possam se expressar e gerar conteúdo sobre o que eles gostam, porém quando um usuário se expressa de forma ofensiva, o Instagram irá intervir. Por isso, é essencial que o usuário aja de acordo com as diretrizes e as políticas do grupo, isso não é aplicado somente com relação ao que é postado no feed e nos stories, mas em toda a rede.

Outro ponto importante que é uma das classificações mais importantes para o algoritmo é o direct. Quanto mais você se comunica diretamente com a sua audiência, mais o algoritmo entende que você está interessado naquele perfil e no conteúdo daquele usuário. Sendo essa ação de mais importância na classificação, como se você fosse um desse criador de conteúdo ou usuário.

Se você possui uma marca ou é criador de conteúdo, é muito importante você ter esse contato direto com a sua audiência. Nos casos das grandes marcas e dos grandes criadores de conteúdo, é preciso ter uma equipe que atende como um SAC. Precisa estar em todos os canais mais importantes e acessados pela sua audiência.

O ideal é ter um sistema de CRM, empresas como a Chat2Desk, que possui vários canais de comunicação e um dashboard integrado. Além disso, oferece comunicação híbrida com machine learning e inteligência artificial que, fazer com que o seu suporte funcione 24h por dia e que seus atendentes possam se dedicar apenas aos casos mais importantes, deixando que os chatbots respondam os casos mais simples. E disponibilizam relatórios com informações estratégicas.

Instagram: como funcionam os algoritmos? 1