Cliente utilizando as formas de pagamentos online

As formas de pagamentos e o dinheiro tem mudado o seu formato, por conta das recomendações médicas para não tocar em objetos que com frequências passam pelas mãos das pessoas, evitando o contágio. Na verdade, já tem algum tempo que ele vem sofrendo modificações, iniciando pelos cheques, cartões de créditos e, agora, tornando-se intocável e invisível sendo movimentado em ecossistemas digitais.

São alterações que traz uma evolução em como lidamos com o dinheiro para além da compra, venda e representação da moeda de cada país. Até mesmo a concepção de banco tem sido alterada, com a chegada dos bancos digitais e como eles tem utilizado a inteligência artificial para isso.

Mudanças nas formas de pagamentos

Apesar de sabermos que tem pessoas que não só não possuem contas como ainda não sabem como funciona o sistema bancário tradicional, que só conhecem as formas de pagamentos física. Ao mesmo tempo que outras, já nem lidam mais com eles, cuidam de sua vida financeira através dos bancos digitais que oferecem inúmeras facilidades, rapidez e menor custo. As únicos formas de pagamentos que utilizam é via ApplePay e GooglePay, nem mesmo o PayPal ou o PagSeguro usam mais.

Com revolução das start-up no setor financeiro, cada vez mais os pagamentos vivem sua descentralização melhorando a experiência do cliente. Além dos serviços serem instantâneos e você poder transferir dinheiro para empresas e pessoas sem burocracias, o que é um diferencial enorme comparando em todos os âmbitos com relação ao modelo tradicional. Nunca se teve tanta flexibilização e praticidade nas formas de pagamentos de compra e venda.

Por outro lado, o consumidor é cada vez mais exigente com relação aos serviços bancários, pressionando os bancos tradicionais a se movimentarem e atualizarem os seus serviços para atender melhor o seu cliente. O mesmo acontece com as empresa que não possuem opções de formas de pagamentos em seu checkout.

E isso, também, leva o consumidor ter menos confiança nos bancos tradicionais por todos os problemas que já tiveram antes, pelas cobrança e pela falta de agilidade em se atualizarem. Hoje, empresas que não são bancos, vem ganhando importância no setor financeiro justamente por preencher essa lacuna e entenderem a importância de inovar.

É necessário ter segurança de dados nas formas de pagamentos
É necessário ter segurança de dados nas formas de pagamentos

Empresas que inovam com novas formas de pagamentos

Um exemplo é a Nubank, start-up brasileira que iniciou suas operações no setor financeiro, como fintech, sendo o seu primeiro produto um cartão de crédito da bandeira Mastercard em que toda movimentação é feita apenas pelo celular e não possui anuidade. A empresa surgiu depois da péssima experiência dos seus fundadores com os bancos tradicionais devido às transações altamente burocrática, atendimento ruim e tarifação abusiva.

Depois de algum tempo, com o sucesso da cartão crédito, lançaram sua conta de pagamentos que permite SAC, transações entre as contas da mesma instituição, transferência entre cartões de débito tudo de graça, feito somente pelo celular e ainda com rendimento maior que o da poupança. 

No futuro, a única forma de pagamento será totalmente digital

Um estudo da CBS NEws afirma que somente 13% dos cidadãos suecos se recordam quando realizaram a última compra com dinheiro em espécie, nos Estados Unidos. Ao menos 30% das pessoas não usaram cédulas no decorrer de uma semana normal. Com o reconhecimento facial, de retina e biometria, a nossa formas de pagamentos e de lidar com dinheiro ficou ainda mais abstrata.

Ou mesmo intermediadas por interações sociais, como quando você cria um voucher e manda para uma pessoa utilizá-lo. Por mais que para muitos isso soe familiar e tranquilo, a nossa cultura está acostumada desde sempre com o papel moeda, com a representação do dinheiro. Seja nas notas que recebemos nas formas de pagamentos físico e de, muitas vezes, ver a burocracia como processos que leva segurança ao tratar seus dados e seu dinheiro.

Aceleração do processo de digitalização das formas de pagamentos e do setor financeiro

Agora, muitos consumidores são forçados a lidar com o dinheiro no mundo digital e as empresas precisam redesenhar suas formas de pagamentos, não só por todas essas mudanças devido a pandemia do coronavírus. E, também, por toda situação econômica do país e do mundo. Além disso, o mais importante e que merece atenção é como as empresas vão levar segurança, de fato, aos seus clientes não nativos do meio digital e como vão transpassar essa segurança no atendimento e como será o suporte na hora da compra. 

Cada vez mais a confiança tem sido o pilar do relacionamento empresa com consumidor sendo essencial trabalhar isso em todas as partes do processo, principalmente na qualidade da experiência que é entregue. Precisamos pensar em qual o suporte damos aos clientes com relação a isso, se as formas de pagamentos dos seus produtos estão atualizadas e estão prontos para essa nova realidade e como sua equipe de atendimento vem sendo qualificada para lidar com isso. É preciso entender como sua empresa lida com a privacidade, transparência e integridade ao ter os dados de seus clientes na rede.

Mudanças serão necessárias, sobretudo, no que tange segurança de informação. No entanto, junto com esses investimentos, é preciso informar ao seu cliente tudo que tem feito para que ele compre da sua empresa com segurança. Dessa forma, além de entregar mais segurança nas formas de pagamentos online oferecido pela sua empresa, tem aí uma excelente estratégia de marketing, de forma que você protege os dados dos seus clientes e ainda beneficia o seu setor comercial.

Algumas táticas são fundamentais para ajudar o usuário ver valor nessas ações e como os seus dados são protegidos e que não há perigo nas formas de pagamentos online, é importante que as empresas entendem como podem educar o cliente para que ele sempre busque segurança em suas compras. Como resultado desses investimentos, além de mais credibilidade, aumentará as vendas também.

Uma das formas de pagamentos que tem sido usada é o Googlepay e o Applepay
Uma das formas de pagamentos que tem sido usada é o Googlepay e o Applepay

1. Redes sociais:

Esse é um dos principais canais de comunicação em massa, em você não só manda a mensagem, mas recebe feedback e pode interagir. Ter conteúdo relevante nas redes sociais da sua empresa sempre será bem recebido pelo público e ainda podem ser compartilhados trazendo novos clientes. Fale sobre os investimentos da empresa em segurança de dados e como é essencial para o consumidor comprar de empresas confiáveis nesse quesito. Nas escolhas de empresas de formas de pagamentos que são referência no mercado e as vantagens de fazer tudo pelo celular e a garantia de entrega. 

Esse é meio mais rápido e que consegue atingir o maior número de pessoas. Você pode ter como referência as próprias empresas que prestam serviço com segurança da informação e formas de pagamentos online. Passe a sua mensagem com o seu designer para dar ainda mais credibilidade e autoridade a sua empresa

2. Certificações

A palavra convence, mas o exemplo arrasta! Não adianta informar da importância da segurança de dados ao seu cliente e não possuir certificações, já que a melhor forma de pagamento atual é online e muitos não estão habituados, ainda. Sabemos que alguns certificados digitais podem não ser muito encontra, mas é preciso tê-los para garantir que o seu negócio é íntegro. Então, obtenha-os e não deixe de por seus selos de segurança acessível para que os seus clientes possam vê-los. Inúmeras empresas do segmentos os oferecem junto com seus serviços.  

Certificados digitais podem não ser baratos, mas é necessário para garantir a integridade de seu negócio, por isso busque-os e não deixe de expor os selos de segurança oferecidos pelas tantas empresas do segmento. Mas preste bastante atenção se a empresa que vai lhe garantir o selo é realmente confiável e é preciso que faça, de fato, a auditoria em seu site. O recomendável é procurar empresas tradicionais do mercado.

3. Oferecer a experiência do cliente ter o produto

É importante pensar em passar segurança, também, quando o cliente vai adquirir determinado produto seu, ter versões demos dos produtos, costuma ser uma boa alternativa. Pois quando o cliente experimenta o produto tem mais confiança em fazer o investimento e verifica se atende a sua necessidade. Logo, não pense duas vezes, ofereça. Alguns programas por assinatura sempre oferecem aos seus clientes alguns dias de graça, pois além de alinhar a expectativa do cliente, ainda ajuda a melhorar mais ainda a imagem da marca.

5. Suporte em tempo real

Ter um suporte que atenda o cliente 24 horas por dia, que tire dúvidas sobre todas as formas de pagamentos e que tenha opção de efetuá-lo até mesmo por lá. È preciso se comunicar de forma facilitada, ágil e com eficiência. O ideal, na nossa realidade, é estar acessível para o cliente em todas as plataformas e canais. Ter um atendimento omnichannel e presente nos principais aplicativos de uso da população, como no WhatsApp, Messenger e no Instagram Direct.

Empresas como a Chat2Desk, oferecem esse serviço de forma integrada, facilitada, com inteligência artificial. Ao mesmo tempo, de forma personalizada, mostrando que possui os dados dos clientes não só para realizar pagamento, mas, também, para melhorar o atendimento e entrega do serviço, executando um trabalho exclusivo.

Formas de pagamentos online: como passar segurança ao cliente? 1

Related Post

    Leave a Comment

    Artigos recentes

    Mudanças nos hábitos de consumo da pandemia
    O varejo reinventou até mesmo seus estabelecimentos físicos
    todas as vantagens do storytelling
    Letreiro em neon das startups
    Gestores analisando os tipos de clientes da empresa