todas as vantagens do storytelling

Storytelling, nada mais é, que a técnica de contar histórias de forma inspiradora, baseando-se em roteiristas e escritores, para que dessa forma passe uma mensagem que conecte e fique na mente do consumidor. Você pode até ter boas ideias e histórias para contar, mas se não tiver uma boa técnica e saber fazer isso da forma correta. Entenda que, muitos escritores, também, no início da sua carreira não tinham um storytelling encantadora e que foi preciso desenvolver habilidades, ter voz e aprender como escrever com as técnicas certas.

E com a quantidade de conteúdos que temos na internet o tempo todo, se não tivermos um storytelling que prenda o usuário, ele nunca irá parar para ler o que escrevemos. Pois o storytelling conquistam o público, não só por se conectar emocionalmente, mas por gerar identificação e inspiração, as pessoas se sentem influenciadas

Por isso é importante trabalhar alguns elementos – como personagem, ambiente, conflito e uma mensagem —, uma história que tenha começo, meio e fim, e que se conecta emocionalmente com o leitor. Agora vamos te mostrar como utilizar os principais elementos do storytelling para que você possa utilizar essa técnica na sua empresa para conquistar mais clientes:

 

Mensagem

É muito importante ter uma boa mensagem a ser passada. Pois mesmo que você não saiba como apresentar, se tiver uma boa mensagem, você pode chamar atenção da sua audiência. Agora, mesmo que você utilize as melhores técnicas, com uma mensagem fraca, dificilmente alguém vai se interessar. 

Pois será a mensagem passada que irá gerar transformação e ficar na mente das pessoas. Para conectar com a sua audiência ao ponto de marcá-la, é preciso passar uma boa mensagem e saber apresentá-la, dominando os elementos do storytelling:

 

Ambiente

As histórias tem que acontecer em algum lugar e descrevê-lo ajuda o público a criar imagens na mente e se identificar.

 

Personagem

É o personagem que humaniza toda storytelling, que causa as maiores emoções e está presente em toda narrativa. Que se transforma e leva junto com essa transformação, uma mensagem. Mas para haver essa transformação é preciso que o personagem passe pelo próximo elemento:

 

Conflito

O que mais desperta o interesse da audiência no storytelling é o conflito. O grande desafio que o personagem enfrenta e é o que impulsiona a seguir durante toda a jornada. Um conflito muito simples não faz com que o público se interesse, as pessoas não se identificam. Afinal, não valorizamos nada que conseguimos facilmente. Logo, é preciso que o conflito seja bem feito, que seja difícil de superá-lo e que tenham muitos obstáculos. E que ele só seja solucionado após uma transformação do personagem. 

 

Todo storytelling é uma narrativa?

Apesar de toda narrativa ser um storytelling, o inverso não se aplica. E mesmo funcionando como sinônimos que usamos para não cometer pleonasmo, precisamos entender que storytelling e narrativa não são, de fato, a mesma coisa. Você pode utilizar alguns elementos do storytelling sem necessariamente transformá-lo em uma narrativa. Por exemplo, o conceito do “show, don’t tell” (mostrar para não falar) em que, embora utilize o storytelling, não é uma narrativa. A descrição do que se acontece, de fato, é melhor forma de explicar para que as pessoas possam entender e identificar do que uma apresentação simples e objetiva. 

O poder do Storytelling
O poder do Storytelling

Como fazer storytelling com os seus conteúdos

Conteúdo é a história

Sabemos que já é meio óbvio, a primeira coisa que associamos ao storytelling são as histórias. A verdadeira narrativa é completa, com personagens, conflito e transformação. Nesse caso, o conteúdo é a história.

 

Storytelling como parte do conteúdo

Ao utilizar uma história que possa servir de um paradigma ou que pode ajudar o público na compreensão da mensagem.  Por exemplo, como o post que fizemos contando a história da Amaro, ou mesmo as habilidades de Elon Musk e como superou suas dificuldades. Ou mesmo como a Magazine Luíza se tornou a grande varejista online do Brasil. Mas, cuidado, não utilize storytelling sem sentido ou que você use personagem e ambientes apenas para ocupar espaço. Não se esqueça, o mais importante é passar uma boa mensagem. 

 

3. História usada como estrutura do conteúdo

Essa é a técnica mais utilizada pelo marketing de conteúdo, em que não se conta uma história, mas que o texto esteja estruturado com conteúdo que utilizem os vários elementos do storytelling, sendo que implicitamente. 

 

Storytelling no Marketing de Conteúdo

Bem, falamos acima dos quatros elementos do storytelling, mas como utilizar isso de outra forma?

Podemos dar um exemplo de um empreendedor ou uma empresa – que é o personagem – que se motivou a investir em um determinado serviço ou produto – esse é o início do conflito -, para dominar o seguinte mercado – ambiente -. E pode envolver os detalhes dessa história, como as dificuldades, características

E a mensagem?  Essa será como conseguiu solucionar o problema, vender seu produto e conquistar o seu mercado

 

Leve o leitor de um ponto ao outro

Histórias que não tem fins ou uma linha de raciocínio, podem serem atrativas na dramaturgia e na literatura, porém não é aceita quando precisamos passar uma mensagem de fácil entendimento e nem quando queremos passar um objetivo claro. 

Cada mensagem deve conter em sua estrutura: introdução, desenvolvimento e conclusão. Sua mensagem deve pegar abraçar o cliente e resolver todo o seu problema. Logo, é preciso ter bastante clareza e um bom encadeamento de ideias para que sua mensagem seja funcional.

 

Seja criativo

Use a imaginação para escrever mensagens interessantes, mas não só isso, escolha temas que seus clientes gostam, que abordem coisas as quais eles se identificam. Seja para um post nas redes sociais, criar uma campanha, uma newsletters ou mesmo fazer uma oferta. É preciso criar um conteúdo relevante que tenha problemas e que você os resolvam. E lembre-se de manter sempre o foco no objetivo principal da mensagem.

Uma forma de você sempre enviar conteúdo personalizado ao seu cliente é utilizar o atendimento com chatbots, pois, assim, você sempre poderá criar mensagens personalizadas para enviar aos seus clientes, os aproximando de você e construindo um relacionamento mais sólido. Empresas como a Chat2Desk, oferecem esse tipo de serviço omnichannel, com atendimento híbrido. Pois, ao mesmo tempo, em que o atendimento mais simples ou mesmo, uma mensagem que se deseja passar ao cliente, pode ser feita por chatbots. Os assuntos mais complexos podem ser resolvidos com atendimento humano. 

Storytelling: como criar conteúdos interessantes 1

Related Post

    Leave a Comment

    Artigos recentes

    Atendimento ao cliente
    Black Friday: como se preparar
    Storytelling: como criar conteúdos interessantes 3
    Black Friday chegando
    Cliente utilizando WhatsApp Business para fazer compras